quarta-feira, 12 de agosto de 2015

MUNDO JOVEM


A juventude move  a sociedade. Tanto social como culturalmente, os jovens  constroem seu círculos de afazeres e hobbies, desenvolvendo sua personalidade e assim colaborando para a formação de uma população variada e inovadora.
Eles vão à escola, manifestam-se contra o que não acham correto, praticam esportes, cantam, dançam, pintam e desenham, e principalmente fazem tudo ao extremo e com toda a paixão. Isso faz a diferença,  é pelo dia a dia desses que os adultos passam todos os dias enquanto saem de seu trabalhos ou da casa de suas famílias.
Porque há de ser um jovem a mudar a sociedade? Muitos perguntarão. Pois eu digo que um jovem está no ponto ápice de mudança, pleno sentimentalismo e confusão, e acima de tudo  se apóiam  em seus grupos de amigos, pois estes são parte essencial e sempre presente em sua vida, cuidam uns dos outros ou não, sendo falsos ou verdadeiros, esses amigos ensinam a sobreviver aos infortúnios da vida. Quem melhor para mudar uma sociedade?
E a criatividade é tudo! De vários estilos, com vários pensamentos, diferem-se muito em seus gostos, mas são completamente iguais na dedicação a eles. E esta diversidade não pode ser encontrada somente nas grandes cidades, e como exemplo para provar o que aqui escrevo, farei uma série de artigos envolvendo jovens, seus estilos e gostos, tendo em vista os que me rodeiam,  aqui na cidade onde estabeleço residência.
Caçapava do Sul no Rio Grande do Sul não é uma grande cidade, mas é a amostra mais simples e pura para mim de que a diversidade pode coexistir, a diversidade é à base de uma sociedade, e os responsáveis por ela somos nós jovens!
Para dar início essa viagem, começarei num ramo que em minha opinião é o principal na cultura de um adolescente, a música. De vários gêneros com suas letras e notas, esta cultura é essencial, e muitos se dedicam em grande grau a ela. Em Caçapava particularmente, temos uma infinidade de bandas a citar, e eu procurarei levar ao conhecimento de vocês uma boa quantidade delas,  mostrando o trabalho destes garotos e garotas que amam tocar e cantar okey? Vai ser demais! Acreditem,  conhecer esse pessoal de perto vale a pena. Então, acompanhem aqui no blog e faça parte dessa jornada pela dimensão da diversão.
Bem vindos ao mundo  dos jovens, bem vindos ao meu mundo!



A música é a liberdade dos meus sentidos e instintos, um grito sem gritar, uma linguagem incompreensível pelo intelecto, mas sim pela vibração e nossos sentimentos quando sintonizados com a música.
Cássio Borba






Arrebentando com a CRY FOR MY GOD!


Junho de 2012-atualmente
Gênero: Metalcore/Deathcore, tendo suas primeiras composições mesclado sua primeira influência, que foi o Trash Metal.

Bateria: Pety Sanches
Baixo: David dos Santos
Guitarra solo: Bruno Marques
Guitarra base: Everson Freitas
Vocal: Marcos Mozart
Influências: Sepultura, Chelsea Grin, Bullet For My Valentine, Trivium, Suicide Silence, Attila, This Art Is Murder, Emmure, Lamb Of God, Project 46.

Os garotos da Cry For My God  são exemplos de um grande esforço.  Apesar de se originarem de uma cidade pequena, não cessaram sua busca pelo sucesso na carreira musical e são atração garantida nos festivais de rock da  cidade e região.
Acima de tudo, devemos lembrar que toda essa luta pela fama não é o que apenas convém a esses jovens. Todo sonho tem um princípio, e o  deles foi o amor pela música.







Pra mim a musica representa praticamente tudo, é vida, é felicidade, é um modo de se expressar, de sobreviver, de poder ser ouvido, tentar tocar o coração das pessoas com aquilo que você sente no seu próprio coração _ Everson Freitas

Curtam a página da banda no facebook e  fiquem por dentro de suas atualizações e novidades:


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguardo ansiosamente sua opinião!